pt Portuguese

Blog Solution

Como o mercado do agronegócio está enfrentando a crise no Brasil?

- 3 min leitura

Como o mercado de agronegócios está enfrentando a crise? Solution

Estamos vivendo uma fase atípica em todo o mundo. Devido à pandemia de COVID-19, a economia está enfrentando diversas mudanças, o tempo todo. Alguns setores do mercado estão sofrendo mais, outros menos. E a pergunta que fica é: você sabe como o mercado de agronegócios está enfrentando a crise no Brasil? 

Após olharmos um pouco para o nosso trabalho interno e conversarmos com alguns clientes da Solution, separamos considerações importantes sobre o panorama atual do mercado de agronegócios. 

Se atente aos pontos seguintes e, caso sinta vontade, compartilhe conosco o que a sua empresa tem feito para se adaptar à crise atual. 

Como a Solution está enfrentando a crise? 

Antes de qualquer coisa, nós nos empenhamos para garantir a segurança de toda a nossa equipe. Os primeiros passos foram, sem sombras de dúvidas, dar as devidas recomendações para todos os nossos colaboradores se prevenirem do COVID-19 da melhor maneira possível. 

O segundo passo foi incentivar que todo o nosso time aderisse ao trabalho remoto. É claro que, infelizmente, muitas pessoas ainda não conseguem trabalhar de home office. Porém, no caso da Solution, unimos todas as nossas forças para que isso fosse possível para 100% da equipe. 

Além disso, após muitas conversas e um contato bastante próximo com todos os nossos clientes, pudemos tirar algumas conclusões decisivas sobre a maneira que o mercado de agronegócios está enfrentando a crise. E isso nos fez aderir, cada vez mais, às tecnologias que o mercado nos oferece!

“Vejo um clima bom, não de total otimismo, pois vivemos em um momento de incertezas, mas quando converso com nossos clientes sinto que apesar de estarem com seus comércios fechados estão atendendo seus clientes finais, os produtores de alimentos, um segmento que não pode parar pois o restante da população depende deles. Desta forma a Solution está “ON” junto com seu cliente”, contou o nosso CEO, Anderson Romero.  

Como os nossos clientes estão enxergando a crise? 

Conversando com alguns dos nossos clientes sobre a forma que eles enxergam o panorama atual, separamos alguns pontos bastante importantes para compartilhar com vocês. 

As expectativas para esse ano 

Estamos vivendo uma época bastante instável. Se você assistir às notícias na televisão diariamente, verá que a cada dia que passa as coisas mudam. São novas visões, novos dados e novas apostas. Porém, acreditamos ser interessante trazer um pouco do que os nossos clientes estão enxergando no dia a dia e, também, do que estão esperando para os próximos momentos. 

“Com a pandemia estamos sem referências. Os preços dos produtos agro estão bons, e nossa região teve boa colheita, porém o cliente se retrai e está fazendo o básico. Se espera que paulatinamente nos próximos dois ou três meses o mercado vai retornando. Temos de “sobreviver” até lá”, contou Edoardo Nino Mosena,  Diretor da empresa Mosena equipamentos agropecuários, no estado de MS.

Ainda para ele , o mercado não está receptivo no momento, porém, está se adaptando à crise que estamos enfrentando. 

O panorama atual 

Todas as empresas do mercado do agronegócio que são clientes da Solution, como é o caso da própria Mosena, estão trabalhando em regime de plantão e essa é uma ótima dica para todos. A importância de fazer plantões é o aperfeiçoamento do atendimento aos clientes, para que a sua empresa não deixe ninguém na mão! Porém, um fato que o Edoardo Nino Mosena trouxe para nós é que “muitos clientes nem querem que técnicos vão em suas propriedades por segurança de saúde”. Isso pode acabar por atrapalhar o pós-venda e, aqui, entra mais uma vez a importância de usar e abusar da tecnologia

“Vivemos algo novo, e vamos aprender como lidar com isso a cada dia. Adaptações são necessárias.”, concluiu Mosena. 

 

E você, como está enxergando o momento que estamos enfrentando? Deixe seu comentário abaixo, queremos saber um pouco sobre a sua maneira de encarar essa fase. 

 

Deixe um comentario