pt Portuguese

Blog Solution

Saiba como implementar a Gestão de Mudanças na sua empresa

- 4 min leitura

Intensificada com a pandemia do Covid-19, vivemos a era das mudanças, com novas descobertas a todo momento. O que mais nos chama atenção quando pensamos sobre o assunto são o sistema de trabalho em home office e as reuniões on-line, devido ao isolamento social forçado. Mesmo que por motivos adversos, todas essas questões fazem parte das transformações, em especial as digitais. São mudanças significativas na forma como trabalhamos, na estrutura organizacional, nos comportamentos e, em alguns casos, nas funções de trabalho. 

Toda mudança tem origem em uma reação a algo, seja um problemas ou oportunidades. É por isso que mudanças são desconfortáveis, incomodam e levam um tempo para serem incorporadas na rotina. São novos desafios que todos precisam enfrentar. Para deixar o processo mais fácil e organizado, até mesmo mais previsível, a Gestão de Mudanças surge. Você já ouviu falar sobre o conceito? Hoje nós vamos nos debruçar sobre ele para te explicar por quais motivos ele pode ser muito positivo se adotado pela sua empresa!

Entendendo o conceito de Gestão de Mudanças

Para conseguirmos compreender porque as organizações precisam adotar essa estratégia, primeiro precisamos entender o que é isso. Por vezes confundida com gestão de projetos ou de pessoas, a Gestão de Mudanças, ou change management, tem outro tipo de foco. Essa gestão é muito mais voltada a observar a transição dos indivíduos através das transformações, como elas reagem às novidades. 

Assim, a Gestão de Mudanças é a aplicação de um processo estruturado e de um conjunto de ferramentas para liderar as pessoas que irão passar pelas mudanças. Isso pode acontecer em todos os setores da sociedade, mas aqui vamos focar em empresas. Essa atenção maior é importante para que os objetivos da transição sejam alcançados. Esse plano criado vai garantir que os funcionários impactados pela mudança recebam atenção, liderança e treinamento. Dessa forma conseguem prosseguir com suas demandas.  É para isso que a gestão é importante, para conduzir transições individuais bem-sucedidas. 

Nesse contexto, quando falamos em mudanças nos referimos a:

  • Novas estruturas organizacionais;
  • Novas ferramentas de trabalho mais tecnológicas;
  • Novas funções a serem realizadas dentro do trabalho;
  • Novos processos, mensurações de performance e remunerações.

Essas mudanças podem acontecer de forma individual, mas também, como é em muitos casos, podem ser feitas ao mesmo tempo. Isso vai depender muito de cada organização e, principalmente, do seu tamanho, de quantos funcionários fazem parte. A gestão é importante em todos os níveis, mas especialmente essencial em grandes empresas que possuem um número elevado de colaboradores.  

A gestão de mudanças tem o papel de preparar todas essas pessoas para o novo que está por vir, essa é a sua principal característica. Apoiar esses colaboradores em suas transições individuais, dentro do contexto de mudança da organização. Aqui nós falamos sobre pessoas, com todas as suas bagagens e conhecimentos, e não apenas de números. De forma mais organizada, com o acompanhamento dos funcionários antes da mudança, durante a transição e após o período de adaptação, fica mais fácil manter o controle sobre os processos. 

Por que empresas fracassam em suas mudanças?

Se a organização ignorar a Gestão de Mudanças, ela provavelmente não terá o retorno sobre investimento previsto. É muito provável que empresas que não preparam suas equipes e todos do contexto organizacional sofram com o possível insucesso. E isso não é incomum. Como os motivos das mudanças, que podem ser a renovação dos processos, ferramentas ou estruturas organizacionais, são o que ganham destaque, as pessoas muitas vezes ficam ofuscadas. 

A questão é que transformar planos em realidade nem sempre é fácil. Por isso, por mais que haja um bom planejamento, as coisas ainda podem dar errado se não houver uma Gestão de Mudanças. E como nós somos resilientes, se tivermos apoio durante uma transição, somos capazes de nos adaptar muito mais facilmente. Esse é um dos motivos para haver uma crescente onda de preocupação com o indivíduo que faz parte do processo, afinal, são essas pessoas que ajudam a empresa evoluir. 

Ignorar que esses processos são muito importantes vai fazer com que a empresa fique para trás dos concorrentes que conseguem se adaptar ao novo muito mais rápido. 

Como fazer um gerenciamento de mudanças na empresa?

Agora que você já sabe o que significa a Gestão de Mudanças e para quê ela serve, nós preparamos uma lista de oito coisas que você precisa fazer quando for implementá-la em sua empresa. Vem conferir!

  1. Identificar o foco e definir metas

Afinal, qual é o seu intuito com essas mudanças? Onde você quer chegar? O primeiro passo é esclarecer o que você está buscando com isso. 

  1. Identifique recursos 

Você precisa ter conhecimento de quais são os recursos que vão te ajudar a alcançar metas e atingir seu objetivo.

  1. Identificar as pessoas que irão liderar e as que irão participar das mudanças 

Depois de definir os dois passos anteriores, é importante organizar quem serão os responsáveis por implementar as mudanças e quem será parte delas. A verdade é que a organização é parte fundamental do processo.

  1. Exponha para os colaboradores 

Todos precisam estar cientes do que será feito e por quais mudanças serão afetados. Além de ser essencial para manter a transparência das mudanças, é muito bom para a aderência da transição. Lembrando que quanto maior a aderência, melhores resultados podem ser alcançados. 

  1. Faça um planejamento da mudança 

Aqui todo o planejamento conta, pois vai servir de guia para que a mudança seja feita, mas tem uma dica que é muito importante. Providencie um processo com várias etapas ao invés de uma mudança brusca. Isso torna a transição mais suave para os colaboradores. 

  1. Tenha canais de disponibilidade para ouvir 

A mudança precisa ocorrer em uma via de mão dupla. É preciso que a empresa tenha liberdade para propor as transições, assim como o colaborador também precisa se sentir confortável em desabafar sobre frustrações em relação às mudanças. 

  1. Comemorar os objetivos alcançados 

O processo de mudança pode ser bem estressante, pois a rotina é transformada, e é preciso se adaptar rapidamente ao novo. Por isso, celebrar os sucessos do dia a dia, por menores que sejam, é importante para manter as relações saudáveis. 

  1. Nunca pare

Como nós dissemos lá no início do texto, estamos vivendo a era das transformações. Isso quer dizer que as mudanças não vão parar por aqui, estamos em constante evolução e isso implica diretamente nas empresas. Então, nossa dica final é que você continue se atualizando, buscando inovações úteis para o seu ramo e levando mudanças para dentro da sua empresa. Até mesmo esse processo aqui que acabamos de elencar, muitas vezes ele vai precisar ser atualizado. Pode acontecer com a chegada de um equipamento novo, uma nova contratação ou uma troca de funções. A questão é que as mudanças não param e você precisa acompanhá-las. 

E então, gostou do conteúdo de hoje? Agora você já sabe um pouco mais sobre Gestão de Mudanças, para quê serve e como implementá-la em sua empresa! Para conferir mais artigos sobre as novidades que surgem, acompanhe nosso blog!

Buscando conhecer o mundo dos ERPs? Entre em contato conosco!

Deixe um comentario