pt Portuguese

Blog Solution

O momento de decisão de trocar o ERP é agora? Que cuidados tomar?

- 3 min leitura

Você já pensou em trocar o ERP da sua empresa? Sabe em que momento pode fazer essa transição de forma mais adequada? Ou quais os cuidados que devem ser tomados para fazer uma troca segura e eficiente. 

O Planejamento de Recursos Empresariais é um sistema que ajuda a sua empresa a melhorar seus processos internos, pois administra os recursos e a utilização deles. O ERP promove a otimização do tempo dos funcionários da empresa, deixando os processos acontecerem de forma muito mais simples.

Mas, como tudo muda com o tempo, é possível que você queira mudar o ERP da sua empresa. Os motivos podem variar desde atualizações no sistema até a adoção de um software que esteja alinhado com a organização e os seus objetivos. 


Quando trocar de ERP?

Separamos algumas indicações de que esse é o momento de trocar o ERP da sua empresa, confira:

Modernização de processos e escalabilidade

É normal, e esperado, que a empresa cresça e se desenvolva com o passar do tempo. O que acontece com essas mudanças é que os processos internos acabam precisando ser adaptados para comportar o momento em que a empresa está, a fim de conseguir alcançar novos objetivos. 

O crescimento de uma organização implica na criação de novos processos, novos setores, contratação de outros colaboradores, mais atenção com os trâmites legais, e muito mais. Tudo isso demanda uma atualização do sistema. 

Assim, é importante que o sistema tenha um bom nível de escalabilidade. Trata-se da capacidade do software de acompanhar o crescimento da empresa, de forma que comporte todas essas novas demandas que falamos antes. 


Sistema ineficiente

Tem algo mais cansativo do que ter um sistema de gestão empresarial que não reúne todos os processos em um só lugar?

O ERP deve ajudar a sua empresa a alavancar. E isso acontece por meio da otimização de tempo dos colaboradores que não precisam mais desempenhar tarefas repetitivas e manuais. 

Então, qual é a vantagem de ter um ERP cuja integração é incompleta? Quando você precisa usar planilhas e ferramentas que não estão integradas com o sistema ERP, você perde toda a otimização do tempo, uma das maiores vantagens do software. 


Funcionalidades obsoletas

Pegando o gancho do item anterior, um sistema ERP precisa acompanhar a empresa como um todo. E ele só será útil enquanto oferecer funcionalidades adequadas para a rotina, não só da organização, mas também dos usuários. 

O que você precisa ter em mente é que o ERP deixa de ser eficiente quando a empresa precisa mudar a forma como trabalha ou quando necessita de recursos que não estão disponíveis no sistema. 

Não faz sentido você mudar a rotina de toda uma empresa por causa de um software. É mais simples trocar o sistema por um que se adeque às necessidades da organização. 


Segurança deixa a desejar 

Se você tem um ERP, deve saber quantos dados importantes da empresa são gerados todos os dias e que precisam ser mantidos em sigilo, não é?

Imagine se o software não for capaz de controlar todas essas informações de forma correta e mantendo a confidencialidade. Além das consequências mais óbvias, como a falta de segurança, a credibilidade da empresa é afetada também. 

Esse é um dos principais pontos a se levar em consideração quando for analisar o uso do ERP e a possibilidade de troca do mesmo. 


Quais cuidados ter ao trocar o ERP

Tudo bem, agora você já tem uma noção geral dos problemas que pode enfrentar com o ERP e que podem gerar a substituição dele dentro da sua empresa. Mas e quanto aos cuidados que precisam ser tomados na troca?

É muito importante que você, gestor, fique atento aos principais erros que devem ser evitados no momento da troca do ERP. Separamos as duas mais importantes que podem causar danos à organização. 


Informações perdidas

Todos, ou a maioria, dos dados importantes da empresa estão dentro o ERP. Então, é lógico que a transição de um para outro possa provocar perdas relevantes. 

Para não correr o risco de perder essas informações, planeje! Tenha um planejamento da migração de ERP para ter certeza que todos os dados sejam transferidos do software antigo para o novo. 

Essa etapa é essencial, pois esse é, se não o maior, um dos grandes erros das empresas que trocam de ERP. 


Transição para uma versão antiga do software

Também conhecido como “downgrade”, o termo significa “rebaixar”, sendo o oposto de “upgrade”. Isso significa que no momento da migração para o novo software, a falta de experiência no assunto pode levar o software a voltar para uma versão anterior. 

As edições mais recentes são, claro, as melhores e mais eficientes. Então não é aconselhado permanecer em um software desatualizado e nem fazer a migração se o usuário não tiver experiência.


Esse é o momento certo para trocar o ERP?

Com todas as dicas que dêmos, ficou mais fácil analisar se esse é ou não o momento ideal para trocar o ERP, não é?

Então, nosso conselho final é que, se você decidir migrar para outro ERP, tenha controle do que está sendo feito. Faça um planejamento e fique atento aos processos! 

Quer saber mais? Entre em contato conosco!

Deixe um comentario