pt Portuguese

Blog Solution

KPI’s? Prepare-se para medir o rendimento da sua empresa em 2022

- 4 min leitura

O ano novo chegou e com ele, como já é de costume, começamos a pensar em melhorias para a nossa vida pessoal e também para o dia a dia da nossa empresa. 

E se uma das suas metas para 2022 está relacionada ao aumento de vendas no seu negócio, este post, definitivamente, é para você! Afinal, como pretende ampliar a margem de rendimento da sua empresa sem medir quanto ele é hoje?

Medir o rendimento pode até parecer difícil em um primeiro momento, mas com as ferramentas certas tudo fica mais fácil. É por isso que hoje nós vamos falar sobre KPI’s!

Nós até já falamos um pouco sobre isso aqui no blog, mas, com todos os termos do mundo dos negócios, pode ser complicado lembrar o que cada um significa, ou até mesmo implementar de vez na empresa. 

Mas não se preocupe, ao terminar de ler esse post você já vai estar por dentro de como KPI’s podem te ajudar a medir o rendimento da sua empresa. Prepare-se para deixar os achismos do lado de fora da sua empresa e comece 2022 com o pé direito!


Traduzindo os KPI’s

Antes de partir para a prática, um pouco de teoria é essencial, não é?! 

Para começarmos, vamos explicar o que tem por trás da sigla que se popularizou no universo dos negócios. Do inglês, Key Performance Indicator (daí o KPI) significa indicadores-chave de desempenho

Basicamente, trata-se dos indicadores, ou valores quantitativos, que podem ser medidos. E se esses indicadores podem ser medidos, também será possível comparar e acompanhar cada um deles. 

Em outras palavras, podemos dizer que Key Performance Indicator é sobre medir os valores quantitativos fundamentais para que o gestor tenha informações concretas e reais sobre seus principais processos internos para tomar decisões assertivas.

A principal sacada aqui é sobre deixar de lado os famosos achismos, aqueles que podem prejudicar a saúde da empresa, tornando o negócio muito mais profissional e promissor. 

Como uma empresa pode crescer com base no que o gestor acha que acontece interna e externamente? 

É para isso que os indicadores-chave de desempenho existem, para evitar erros e tornar a gestão mais assertiva. 

Tudo bem, agora que você já sabe do que se trata, pode pensar que quase todos os processos podem ser medidos. Desde o melhor custo-benefício que se pode obter com os fornecedores ou quais produtos têm mais saída, até as páginas do seu site que recebem mais visitas. 

Afinal, esse é um dos benefícios da tecnologia, não é?

Bom, na verdade sim, mas existe uma diferença entre métricas e indicadores. As métricas entregam algo a ser medido, já os indicadores são responsáveis por avaliar o desempenho do negócio. 

Para simplificar: as métricas são importantes para os indicadores e ambos são complementares e necessários para a gestão da empresa. 


Quais são os KPI’s?

Existem diversas classificações para os KPI’s, e isso acontece para facilitar na hora de identificar quais são os mais recomendados e eficientes para a sua empresa. 

Primeiro, existem os indicadores primários e secundários. Vamos entender um pouco mais sobre eles!

Os primários são os principais indicadores existentes para avaliar a performance do negócio. São eles que vão te ajudar a entender se a empresa está no caminho certo, além de fornecer uma visão ampla para identificar o que pode ser melhorado. 

Dentro da classificação de indicadores primários, podemos destacar os que estão relacionados ao custo de aquisição de cliente, receita total, taxa de conversão ou ticket médio por compra, além de inúmeros outros. 

Já os KPI’s secundários são conhecidos como indicadores táticos, porque mostram como os resultados estão sendo atingidos. De maneira geral, eles acompanham as etapas da estratégia definida, analisando indicadores complementares e, também, servindo como suporte para os indicadores primários. 

Assim como no caso das métricas e dos KPI’s, os indicadores secundários são um reforço para os primários e sempre vão andar juntos. 

Custo por transação, quantas pessoas assinam a newsletter, qual a origem das pessoas que visitam o site, entre outros, são exemplos de indicadores secundários. 


As categorias dos KPI’s

Os indicadores-chave são inúmeros e podem ser vistos em diferentes categorias, por isso, separamos algumas delas para você: 


Indicadores de qualidade

Têm a função de auxiliar na análise de qualquer imprevisto ou erro ocorrido ao longo de um processo produtivo, verificando pontos a serem melhorados. Alguns exemplos de indicadores são os relacionados a entrega do produto final, como porcentagem de itens com defeito e reclamações de clientes. 


Indicadores de produtividade

Como o nome já indica, eles avaliam a performance de produtividade da empresa, ajudando a entender como os recursos estão sendo utilizados, assim como identificar o que pode ser corrigido. 

Esses indicadores devem ser aplicados de maneira contínua, afinal é preciso entender se aquele primeiro ajuste feito está se mostrando eficiente, e assim consecutivamente. Aqui pode-se incluir taxa de clientes que deixam a empresa e horas trabalhadas em um projeto. 


Indicadores de capacidade

Esses indicadores vão analisar a capacidade de resposta de um processo por meio da relação entre as saídas produzidas por unidade de tempo. Os indicadores estão associados à capacidade de produção do setor, ou de uma máquina específica, por exemplo.


Indicadores estratégicos

Eles vão te ajudar a entender como a empresa está seguindo o percurso, se está alinhada com as metas definidas, fazendo um comparativo entre o momento em que o negócio está e onde se pretende chegar. 

Alguns exemplos de indicadores estratégicos são a taxa de crescimento mensal e o aumento da lucratividade. 

Essas são apenas algumas possibilidades de KPI’s disponíveis para você implementar na sua empresa. Além disso, a ideia é que esses KPI’s sejam intercalados e usados em conjunto, pois cada um pode ajudar o outro a obter melhores resultados.


Quais KPI’s implementar na minha empresa?

Como você já deve imaginar, cada empresa vai demandar um conjunto de KPI’s diferentes. Primeiro, se pergunte: 

  • O que eu quero analisar? 
  • Que informações são importantes para melhorar a gestão da minha empresa?

Considere o que é relevante para a sua empresa. Nós citamos apenas alguns dos indicadores-chave, existem muitos outros que podem ou não serem úteis para o seu negócio. 

A lógica é simples: se você não trabalha com máquinas para a produção de produtos, apenas com pessoas, você não vai nem conseguir aplicar o indicador de capacidade de produção da máquina. 

Mas é possível adaptar à sua realidade, afinal, é importante entender a capacidade de produção de cada colaborador, não é?

Outro ponto para se ter em mente é entender se esses KPI’s irão te ajudar de alguma forma nas tomadas de decisões da sua empresa. Se a resposta for sim, você está seguindo pelo caminho certo! 

A nossa dica é que, se você não tem nenhuma noção de qual KPI definir, teste diferentes possibilidades. Isso pode te ajudar a esclarecer o que é importante ou não para o seu negócio. 

Lembre-se que o principal objetivo dos KPI’s é entender o que pode ser melhorado para que a empresa aumente o rendimento, melhore os resultados e se torne mais eficiente. 

E então, está pronto para medir o rendimento da sua empresa em 2022?

Conte com a Solution, nós podemos te ajudar! Venha conversar com nossos consultores!

Deixe um comentario