pt Portuguese
Como podemos ajudar?
< Todos Tópicos

Configuração do Processo de garantia das peças defeituosas (2001)

Versão 10.004.008

A configuração do processo de dá da seguinte maneira: 

Módulo Configurações > Oficina > Parâmetros por Filial > Parâmetros por Filial – (rotina 2001)> Substituição de partes e peças em virtude de garantia do fabricante.

O quadro de Substituição de partes e peças deve ser configurado em virtude de garantia do fabricante. Ele possui os campos: 

  • Emitir NF de simples faturamento: flag para condicionar a emissão da NF, uma vez que ela só é obrigatória no estado de MG. 
  • Emitir NF de entrada das peças defeituosas: flag para condicionar a exibição de um cadastro complementar das peças defeituosas na ordem de serviço e emitir a NF de entrada das peças; 
  • NF de entrada dos itens em nome: campo para condicionar a emissão da NF de entrada dos itens defeituosos em nome da empresa ou do cliente;
  • Operação para a NF – simples faturamento: definição da operação, cuja configuração será condicionada a seleção da flag “Emitir NF de simples faturamento para a fábrica”.

Importante: a operação dessa NF não pode atualizar estoque NEM gerar financeiro (títulos), tendo em vista que as novas peças serão baixadas a partir do faturamento da própria OS; A operação deve obrigatoriamente ter a Pol. de preço e Pol. de prazo configuradas; Sem destaque de impostos (conforme configuração da operação); 

  • Operação para a NF – Entrada das peças: definição da operação que será empregada para a emissão da NF de entrada das peças defeituosas recebidas do cliente; a operação deve ser de entrada e não pode estar configurada para destacar impostos, Sem destaque de ICMS (isenta), 
  • Operação para a NF – Remessa à fábrica: definição da operação que será empregada para a emissão da NF de remessa das peças defeituosas para a fábrica, quando requerida. A operação deve ser de saída e deve ser isenta de ICMS. A operação deve obrigatoriamente ter a Pol. de preço e Pol. de prazo configuradas; 
  • Operação para a NF – Inutilização: definição da operação que será empregada para a emissão da NF de inutilização/baixa das peças defeituosas, se autorizado pela fábrica. A operação deve ser de saída e deve ser isenta de ICMS. A operação deve obrigatoriamente ter a Pol. de preço e Pol. de prazo configuradas; 
  • Conta de fábrica: definição da conta de fábrica para a qual serão emitidas as NF’s de simples faturamento e remessa das peças defeituosas. 
  • Depósito das peças defeituosas: depósito diferente do depósito de venda definido na filial para armazenamento das peças defeituosas; esse depósito deve estar configurado como visível apenas pelo contador, tendo em vista a especificidade do depósito. Sem destaque de ICMS (isenta); % do valor para itens com defeito: percentual que deve ser aplicado sobre o valor da venda para a emissão das NF’s de entrada, inutilização e remessa das peças defeituosas à fábrica; por padrão, será inicializado com 10%, tendo em vista que, hoje, é o percentual estabelecido pela legislação dos estados de MG e PR; 
  • % do valor para itens com defeito: percentual que deve ser aplicado sobre o valor da venda para a emissão das NF’s de entrada, inutilização e remessa das peças defeituosas à fábrica; por padrão, será inicializado com 10%, tendo em vista que, hoje, é o percentual estabelecido pela legislação dos estados de MG e PR;

Na rotina Ordem de Serviço – 2292, quando a ordem de serviço for do tipo de Os “Garantia de fábrica”, criado cadastro complementar da peça, ao alocar um item na OS, o sistema fará a geração da peça defeituosa a partir das informações da peça nova dada em substituição. Contudo, é necessário que o usuário acesse a peça gerada para inserir as demais informações da NF de venda e da garantia, tais como o número, a data de expedição do certificado de garantia o termo final de sua validade, entre outros, dado que eventualmente ela pode não ter sido vendida pela empresa que está recebendo a peça defeituosa. 

Com isso, ao faturar uma Os que possui peças defeituosas cadastradas, o ERP fará automaticamente a emissão de uma NF de entrada dessas peças, utilizando a operação de entrada definida nos parâmetros do módulo oficina; a entrada será no depósito cadastrado nos parâmetros. Se nos parâmetros estiver definido para emitir a NF de simples faturamento para a fábrica, o sistema emitirá uma 2ª NF das novas peças entregues ao cliente, sem destaque de imposto, em nome da fábrica e sem geração de títulos. 

De acordo com a legislação vigente, a NF de simples faturamento deve ser emitida apenas para o estado de MG.

Sumário