pt Portuguese
Como podemos ajudar?
< Todos Tópicos

Custo Ult. Compra Corrigido – Geral

Versão 10.005.001   

O custo líquido corrigido é muito utilizado pelas empresas para correção do custo líquido da última compra. Para isso, o sistema utiliza o indexador do custo, transferência interna e inflator e/ou deflator.

O indexador é uma forma de corrigir o custo líquido considerando uma possível despesa financeira da empresa, como manutenção de conta, taxa de administradora do cartão de crédito, dentre outras.

O indexador é diário, de forma que podemos ter diferentes coeficientes de indexador dentro do mesmo mês.

Em virtude do prazo médio de pagamento da compra e venda do produto, o uso do inflator e deflator possibilita a correção do custo líquido de compra, corrigindo consequentemente o preço de venda.

No cadastro da empresa (rotina 99001, botão alterar dados, aba “Outras informações”) estão localizados os campos “indexador de custo” e “valor do indexador do custo” para que sejam informados para utilização.

O cadastro de indexadores é feito em:

Módulo Estoque>Cadastros> Indexadores (rotina 1094).

Tela Indexadores (rotina 1094)

Clique no ícone do “+” para iniciar o cadastro.

O sistema abrirá uma nova tela para preenchimento dos seguintes campos: Descrição, tipo, periodicidade, empresa.

Pode ser utilizado também, para formação do cálculo, o valor de transferência interna, o indexador diário existente na data da compra e também o indexador do dia (ou indexador diário), que deve ser previamente cadastrado na (rotina 1094) e informado na (rotina 99001).

Importante! Para que o sistema consiga calcular o inflator e deflator é necessário informar também nesta (rotina 99001) o número de dias do preço de venda. Essa informação é utilizada junto com o prazo médio das parcelas para definir o número de dias a ser aplicado o deflator/inflator.

O sistema irá “deflacionar” ou “inflacionar” o valor da venda ou da compra trazendo estes valores para um prazo médio. Se um item foi comprado a prazo e vendido a vista por exemplo, deve-se aplicar o índice deflator.

A Fórmula do Cálculo do Custo Líquido Corrigido Unitário é: ((((Custo Líquido * Deflator/inflator) + transferência interna) /Indexador na compra )* indexador hoje)

O Custo Líquido utilizado é o valor pago pelo produto desconsiderando os impostos e outras possíveis despesas também pagas por este produto, ele considera a última nota de Compra “geral” (todas as filiais).

O Indexador da data de compra é o coeficiente de indexador diário existente no dia do lançamento da nota fiscal de compra, ou seja, para identificá-lo terá que ser identificado a data de compra do produto e posteriormente identificar qual era o indexador do dia.

O Indexador diário é o coeficiente de indexador do dia em que se está realizando a consulta de formação de custo.

O valor de Transferência interna é gerado a partir de notas de transferência internas.

O Cálculo do deflator/Inflator é baseado no prazo de vencimento da nota fiscal da última compra juntamente com o número de dias configurado no cadastro da empresa. Ele pode corrigir o custo aumentando o seu valor, ou reduzindo o seu valor.

A Fórmula do Cálculo do deflator é: Deflator = ((Média de dias * deflator diário)/100-1).

Onde deve-se verificar:

  • 1° Cálculo do Deflator Diário. ( Deflator Mensal / 30dias).
  • 2° Média de dias da NF. Quando as parcelas forem iguais deve-se somar os prazos de vencimento e dividir pela quantidade de parcelas. No caso de parcelas com valores diferentes deve-se calcular o valor de cada parcela pelo prazo da parcela e somar isso num totalizador, somar o valor das parcelas, dividir então a primeira soma pela segunda.
  • 3° Média de dias (Média de dias da nota – número de dias de preço de venda configurado na empresa).
Próxima Distribuição de Produtos (2781)
Sumário