Sobre a Aliare

Blockchain e Smart Contracts: como usar esses recursos?

Tempo de leitura: 3 minutos

As novidades e inovações digitais trouxeram muitas facilidades para as nossas vidas, mas principalmente para as empresas que sabem como usufruir delas.

Ainda assim, as inúmeras tecnologias e possibilidades digitais abriram brechas para questionamentos a respeito da segurança de dados e informações sensíveis e sigilosas.

Para tentar resolver algumas dessas falhas, criou-se a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que estabelece normas e diretrizes sobre o uso que as empresas estão dando para os dados de seus usuários.

Esse foi um grande passo para que todos tivessem consciência de como os seus próprios dados estavam sendo utilizados, armazenados e compartilhados.

Mas ainda haviam outras questões, principalmente em relação à segurança dessas informações.

Logo, conceitos como criptografia, blockchain e smart contract começaram a surgir, tornando-os muito falados.

E esse é o assunto deste blog post: blockchain e smart contracts!

Sempre é bom começar na origem de tudo para conseguirmos entender as características e os benefícios, além de enxergar como é possível usar esses recursos na empresa.

Por isso, a nossa trilha de conceitos se distribuiu da seguinte maneira:

  • O que é Blockchain
  • O que é Smart Contracts
  • Como usar esses recursos na sua empresa

Continue acompanhando este post para ficar por dentro, de uma vez por todas, sobre esses dois conceitos para poder aplicar na realidade da sua empresa!


O que é Blockchain

Blockchain pode ser traduzido como uma “corrente de bloco”, uma tecnologia feita para trazer mais segurança nos processos digitalizados.

Ele também pode ser entendido como um banco de dados compartilhado que registra as operações de todos os usuários.

Outras interpretações entendem o blockchain como um livro contábil público, o qual registra as operações em blocos.

Seja como for, o assunto começou a ganhar força com o surgimento das criptomoedas, inclusive se você tiver interesse, nós já falamos disso por aqui em nosso blog.

Esse é um sistema de criptografia, mas do tipo peer-to-peer, que significa par a par.

* Relembrando o que significa criptografia: trata-se de uma segurança virtual que transforma informações e dados em um formato codificado. E esses dados que passam pela criptografia só podem ser lidos e processados depois de serem descriptografados.

O conceito de peer-to-peer se dá porque o sistema funciona por meio de conexão de blocos de códigos interligados em uma cadeia.

Assim, ele vai do ponto A ao ponto B, com uma transmissão de informações.

O sistema blockchain é tão eficiente quanto à segurança dos dados que, para violar uma informação verificada com blockchain, é preciso comprometer toda a cadeia de códigos.

E isso é impossível devido a emissão dos blocos, que ocorre de maneira descentralizada.

Ou seja, para violar os dados, seria necessário invadir também os componentes da rede que auditaram essas informações.

Por isso, é inviável violar informações verificadas com blockchain. E é por isso que ele é tão seguro quando falamos em digital e dados importantes.

Na prática, quando uma informação é registrada na rede, é preciso ter o consenso de todos os membros da cadeia para se obter o acesso.

Além disso, os dados codificados não podem ser apagados, assim se tem um histórico dessas informações.

Em alguns casos específicos, todos os participantes da cadeia ficam sabendo de determinadas ações, o que também gera um histórico relevante.


O que é Smart Contacts

Esses são os contratos inteligentes, uma aplicação inteligente do blockchain!

Os smart contracts surgiram para validar as transações de compra e venda de criptomoedas.

Esses contratos são documentos que podem ser executados sem a interferência de um intermediário, por isso levam o nome de inteligentes.

Pode-se dizer que o blockchain está por trás dos smart contracts. Nesse raciocínio, a cadeia de código consiste nas condições preestabelecidas de cada contrato.

E outro detalhe que é válido deixar claro é que, especificamente nesses smart contracts que estamos falando, eles não precisam necessariamente ser aqueles contratos legais desenvolvidos pela área do direito.

Eles podem ser qualquer documento que seja autoexecutável.

Ou seja, se você quiser aplicar em determinado setor da sua empresa, é possível. Tudo o que você vai precisar é definir os critérios para a sua execução e então nenhuma outra pessoa precisa ser envolvida.

O conceito pode ser muito eficiente, além de otimizar o tempo das pessoas que seriam os intermediários, desde que os critérios que devem ser atendidos sejam claros.

Caso contrário, o smart contract pode até gerar um retrabalho, ou porque ficarão dúvidas a respeito da sua execução, ou porque as tarefas serão executadas de forma inadequada.

Além disso, a inovação é ótima porque uma vez que o smart contract for feito, não se pode alterar o código.

Em caso de alterações ou mudanças, será preciso reestruturar toda a programação do zero.


Assim, para implementar na sua empresa, é preciso começar o processo pela área de TI, para depois expandir para o restante dos setores, já com o blockchain formado e consolidado.

A Solution faz parte da Aliare, a mais completa companhia brasileira de software especializada em agronegócio.

Somos a maior empresa do Brasil em sistemas de gestão de empresas de maquinário agrícola.

Buscamos todos os dias soluções para facilitar a rotina de nossos clientes através da tecnologia.

Copyright © 2024. Solution: Todos os direitos reservados